Notícias

Quase três mil escolas envolvidas com CA na América Latina

07/08/2018

Quase três mil escolas envolvidas com CA na América Latina

São 379 escolas públicas transformadas. Governos, organizações e universidades do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru integram a rede

A transformação de centros educativos em comunidades de aprendizagem capazes de superar desigualdades e melhorar os resultados acadêmicos de todas e todos é uma proposta formulada pelo Centro de Investigação em Teorias e Práticas de Superação de Desigualdades (CREA) da Universidade de Barcelona, com base no conhecimento acumulado ao longo de 30 anos pela comunidade científica internacional.

Desde 2013, quando o Instituto Natura desenvolveu experiências-piloto de Comunidade de Aprendizagem (CA) em três escolas municipais do Rio de Janeiro (RJ/Brasil), a proposta se expandiu rapidamente na parte sul do globo e transformou centenas de escolas e comunidades na América Latina. Além do Brasil, a iniciativa está presente na Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru.

Hoje, a rede latino-americana de Comunidade de Aprendizagem conta com cerca de 3 mil escolas - que é o número de instituições que incluíram ao menos uma das Atuações Educativas de Êxito de CA em sua rotina. Destas, 379 escolas passaram pelo processo de Transformação.

Acesse o infográfico aqui

A Transformação de uma escola em Comunidade de Aprendizagem envolve a participação de diferentes agentes educativos em um ambiente de Diálogo Igualitário que converte a escola em um espaço onde todos aprendem mais e a comunidade participa efetivamente do projeto educativo. As fases de Transformação se dividem em SensibilizaçãoTomada de DecisãoSonhoSeleção de Prioridades e, por fim, na etapa de Planejamento, onde os caminhos para concretizar os Sonhos definidos como Prioridades também deverão ser traçados coletivamente.

O Brasil é o país latino-americano que reúne o maior número de escolas transformadas (96), seguido por Colômbia (81), Argentina (61), Peru (55), Chile (49) e México (37). A Argentina é, por sua vez, o país com o maior número de escolas realizando alguma AEE: são 2.000 instituições ao todo. Tal alcance é fruto da parceria firmada com os governos das províncias de Salta e Santa Fé, que assumiram o desafio de expandir a prática das Tertúlias Literárias para suas redes de ensino.

Confira o balanço da rede de CA no Brasil

Na América Latina, 86% das escolas transformadas realizam Tertúlias Dialógicas, sendo esta a Atuação Educativa de Êxito (AEE) mais disseminada na região. Na sequência, estão os Grupos Interativos (67%), a Comissão Mista (62%) e a Formação Pedagógica Dialógica (59%). Ao menos 40% das escolas que passaram pelo processo de Transformação realizam quatro ou mais AEEs.

 

Trabalho em Rede

Há uma rede articulada de governos, universidades e organizações sociais que apoiam, fomentam e acompanham a implementação de CA nas escolas, em parceria com o Instituto Natura. Atualmente, a rede latino-americana de Comunidade de Aprendizagem reúne 44 governos, 23 organizações, 20 universidades e 219 formadores certificados atuando como disseminadores da proposta de CA no continente.

A certificação de formadores é organizada pelo Instituto Natura desde 2015 e já está em sua quarta edição. Além da certificação, o Instituto disponibiliza um curso de Educação a Distância (EAD) online e gratuito para garantir a ampla formação de docentes e equipe escolar. Até o primeiro semestre de 2018, o número de concluintes do EAD superou os 5 mil.

Em diversos municípios e estados, a parceria com os governos locais tem sido fundamental para articular os princípios e conceitos de CA com outras políticas públicas e colocá-lo em diálogo com o Projeto Político Pedagógico (PPP) das escolas. Ao menos 54% das escolas da rede já incorporaram os princípios da Aprendizagem Dialógica em seu PPP.

Esta forma de organizar a aprendizagem proposta pela Comunidade de Aprendizagem, validada pela União Europeia e comprovada por diversas experiências bem-sucedidas espalhadas em todo o mundo mostra que a implementação de práticas que valorizam a diversidade nas interações e de princípios como Diálogo IgualitárioSolidariedade e Igualdade de Diferenças garantem melhor resultado acadêmico e proporcionam maior coesão social.

Na América Latina, a experiência de CA tem demonstrado resultados positivos nas escolas, com melhoria dos índices de aprendizagem, redução da repetência e do abandono escolar e transformação das relações de convivência, convertendo as instituições educativas em um ambiente mais democrático.

Veja aqui o infográfico com o balanço da rede de Comunidade de Aprendizagem na América Latina. Consulte aqui os dados atualizados do balanço de CA no Brasil.

Deixe seu comentário